sábado, 31 de março de 2012

Mais uma dupla - a devolução e a recompensa imediata

Hoje à tarde resolvi ir pescar no fim da vazante. O Sol ainda estava bem alto, a água cristalina e o mar bem choco. Por isso, as minhas expectativas não eram altas. 

Nesta semana já tinha pescado o meu maior exemplar deste ano, com 2,600Kg, e fiquei lixado por não poder fotografar/filmar, mesmo tendo tido o cuidado de levar a máquina velha (após a avaria da mais recente) cuja bateria permitiu ligar uma vez a máquina e daí em diante morreu... 
Desta vez, voltei a levar a antiga, mas com bateria nova. Como não esperava sentir escama, quando cheguei ao spot dediquei-me a colocar a máquina num tripé e testar o vídeo (é o vídeo que se segue). A primeira boa notícia foi que estava tudo a funcionar bem. Comecei então a pescar e de rompante tive 3 excelentes surpresas:
- no primeiro lançamento, mesmo sem ter toques, ao retirar a amostra da água apercebi-me que um pequeno robalo a perseguiu até aos meus pés - fiquei logo animado!;
- no segundo lançamento, engatei o primeiro robalo do dia a menos de 2 metros da rocha onde me encontrava; como não tinha a medida, foi devolvido (01m39s vídeo);
- no terceiro lançamento, engatei um robalote já com a medida do meu forno, que acabei por trazer para casa (03m39s vídeo).


Até ao fim da sessão de pesca não tive mais perseguições nem ataques às amostras, mas já foi mais do que bom! Mais uma dupla e a prova de que a devolução compensou e a recompensa não tardou! Devia ser sempre assim! Ahahahah!

Boas pescas!

sexta-feira, 30 de março de 2012

Robalo Nocturno

Após uma longa ausência, eis que o nosso Amigo Orlando decide fazer uma pesquinha com o pessoal.... Chegados ao spot corria tudo mal ao Orlando : Cana com uma argola partida, carreto caiu ao chão e ficou cheio de areia, enfim ...... Quem não sabe pescar é assim ! ahahahahaah
O mar a trabalhar como mandam os livros e nem toque, algumas zagaias perdidas, uns F0d*$# pelo caminho e decido perder a cabeça e arriscar num sítio onde se calhasse de engatar um peixe este teria de fazer escalada por cima das pedras.E não é que engato mesmo ?!?!
Ao primeiro lançamento TZZZZZZZZZZ carreto a cantar e eu já a chorar que ia perder o peixe,viro-me para o Orlando e digo: "É do tamanho do outro, tou fo*#*$" A luta com este robalo foi fenomenal, as arrancadas e as cabeçadas diziam-me que era um peixe de porte considerável , e eu só pensava:"Como é que o gajo vai subir as pedras ???"
No momento exacto forma-se uma onda grande que aproveito para fazer o robalo ultrapassar a barreira de pedras, UFAAA já não o perco..... Em pouco tempo estava em seco,e eu a tremer só dizia :" Pensava que era maior, e nem quero saber como é que o gajo conseguiu passar as pedras sem coçar a linha", é mesmo assim ,a sorte protege os audazes !





Gostava também de dizer que o fotógrafo além de ser fraco pescador-ahahahahh-, se esquece de carregar a bateria da máquina.
Hoje é outro dia, mas com o mar parado é altura de apostar mais nas amostras de superfície !

Abraço

quarta-feira, 28 de março de 2012

Mikizada

Apesar do vento que se fazia sentir, o mar acalmou e decidi fazer o fim do dia. Já cheguei tarde ao pesqueiro e as previsões estavam correctas, uma Ventania do catano! Aproveitando a técnica do "Jack" que o Matos partilhou ahahahahahahah, fui fazer uns lançamentos. Ao segundo lançamento ferro esta miniatura de 0,5kg (+ -) que após a foto da praxe, foi libertado.





Sempre deu para sentir alguma coisa, amanhã é outro dia num spot mais promissor !;)

Abraço

sábado, 24 de março de 2012

Tirado a ferro(s)

O mês de Março tem sido uma incógnita. Os mares revoltos característicos desta altura do ano têm aparecido por períodos, mas intercalados com dias de mar chão completamente atípicos. Nestes últimos, as águas abertas, bem cristalinas e pouco oxigenadas (pouco frequentes nos anos com chuvas torrenciais) desmotivam o spinning diurno e convidam a investidas nocturnas. Num destes fins de dia, fui com os meus Amigos Cuco e Urubu tentar a nossa sorte. Além da excelente companhia e muita risota, pouco mais houve para registar a não ser um peixe-agulha suicida que resolveu caçar pela calada da noite...


Hoje de manhã, o mar estava bem diferente. As vagas de 2 metros e a crescer pediam ferro e foi o que eu e o meu Amigo Cuco usamos - as nossas famosas zagaias com raglou de 14cm atrelado com um anzol 5/0. Eu sinceramente estava com pouca esperança, pois o mar estava com muita força e, mesmo nos pesqueiros com fundo misto onde passeamos os artificiais, levantava areia do fundo... Contudo, muito por culpa do Prof. Cuco que estava com especial confiança ao ver aqueles mantos brancos, nunca desistimos.


Após muita persistência, lá consegui enganar este peixinho, tirado a ferro(s):



Apesar do grande Cuco hoje ter vindo a seco, ainda teve alguns segundos de êxtase com um robalo que após ferragem inicial se conseguiu soltar. Melhores dias virão certamente, pois quem não desiste mais dia menos dia é recompensado! Eu aposto que está para breve! ;)

Boas pescas!


quarta-feira, 21 de março de 2012

Quase uma manita!

A manhã livre há muito esperada chegou finalmente e com ela boas condições para pescar. Como não podia desperdiçar a oportunidade, levantei-me às 06:20h e saí de casa de fininho para não acordar nenhuma das minhas 3 mulheres. Com a pressa até me esqueci do telemóvel... mas não da indispensável câmara (companheira habitual, ainda mais quando vou só) e respectivo tripé, tal era a fé que tinha! Eheheh!
Chegado ao spot, deparo-me com as condições óptimas esperadas! Maravilha! Toca a mandar o aço! As ondas  de cerca de um metro intercalavam-se certinhas e entre elas a minha amostra dançava à espera de companhia... A maré virou e a companhia tardava em chegar... 
Foi então que resolvi fazer uma pausa, sacar da máquina e respectivo tripé e registar a categoria do spot. Infelizmente, a máquina com cartão de memória novo de 16Gb e bateria carregadinha na noite anterior preparadas para filmar largos minutos, resolveu avariar! Fiquei logo lixado pois tinha a convicção que me viria a fazer falta...
Já tinha usado as amostras todas que tinha no porta-amostras, na expectativa de acertar numa cor milagrosa para aquela água tapada, castanho esverdeada. Sem resultados, a maré foi enchendo, as ondas caindo e com elas a minha fé. Por isso mesmo, estabeleço um limite de mais 15 lançamentos com a Saltiga black shiner - para mim a melhor amostra que alguma vez tive - ao fim dos quais, mantendo-se os resultados, iria embora. Perto do limite estabelecido, depois de um lançamento bem largo com o vento a favor (de leste), ao passar sobre um cabeço com pouco mais de meio metro de água a cobri-lo, vejo um vulto prateado e quase instantaneamente sinto uma pancada violenta que faz o drag disparar! O lutador levou linha e tentou fugir  para a pedra. Fechei o drag e depois de uma luta muito saborosa trouxe-o até mim. Um peixe bonito e o que mais luta me deu este ano, apesar de ter pouco mais de 2Kg. Afinal ainda ia ficar mais um bocado naquele spot! Não tardou tinha o segundo e o terceiro a meu lado, sempre a atacar a amostra perto do tal cabeço. Já tinha pescado 2 trios este ano e estava com a sensação que este ano seria sempre assim: ou grade ou três... Estava satisfeito e tinha pouco tempo mais naquele spot pois a maré já enchia há quase 3 horas. Voltei a estabelecer novo limite de 5 lançamentos finais e no quinto não é que engato o quarto peixe? Ehehehe! Até me custou vir embora, mas tinha que ser!  A pescaria também estava mais que feita e os 4 peixinhos, quase uma manita, perfizeram quase 6,5Kg.
Chegado ao carro, depois de abrir a máquina, retirar a bateria e cartão de memória e enxuga-los muito bem (tinham pequenas gotículas), a máquina meio taralhouca, com o visor a piscar, permitiu-me fazer estes registos:



Para terminar este relato, queria apenas dedicar esta pesca ao meu Amigo Urubu, que por motivos pessoais não tem podido acompanhar-nos. 
Hoje lembrei-me de ti várias vezes e tive saudades da nossa pescaria no mesmo local há cerca de 2 anos em que pescamos 8 ou 9 ao buldo, embora mais pequenos. Nunca mais vens com o teu Amigo, seu roto!

Abração e boas pescarias!

Spinning-0 vs Buldo-1

Hoje foi mais um excelente dia de pesca na companhia do Comandante XNT, Cabé.Chegamos ao pesqueiro cedo, perto das 6 horas, e já estava bem dia.O mar mais parecia um lago, sem sinal de ondulação, e logo aí a fé esmorecia.
O pesqueiro já começava a ficar sem água, e as prisões eram constantes, decido então mudar de amostra e meto um passeante. Nem foi preciso muito, nos primeiros lançamentos e já com a amostra aos pés um robalo ataque ao lado do passeante ..... Coração a MIL à HORA !!!!! Paradinha e ............. Nada ! Uns F#$%ss à mistura e toca a lançar, e lançar e lançar e nem toque. Já começava o Sol a queimar quando decido ir ter com o Cabé que ficou a bater a praia uns 100m mais a Sul.
Cheguei à beira dele não tinha apanhado nada, nem escama .... enquanto damos umas de treta as gaivotas "malucas" mergulham a cerca de 500m da praia, e nós a dar em tolos.
Eu tinha dormido pouco, aproveitei e deitei-me um bocado na praia quando ouço o Cabé :Ó João, ó João tenho um.... É bom, é bom ... " Drag a cantar como a gente gosta Tzzzzzzzzz, pouco tempo depois ponho-lhe a mão e dali já não fugia, era um bonito peixe. Pesou 3,060kg e mediu 70cm certos.
Parabéns Comandante, que depois de muitas grades em cima nunca desistiu,e foi bem recompensado.



Abraço

domingo, 18 de março de 2012

Spinning extremo

Nem sempre a adrenalina de uma jornada de pesca resulta de capturas. O vídeo que se segue atesta isso mesmo. Ao avistar actividade intensa das aves marinhas que caçavam perto da costa, a minha frequência cardíaca disparou e foi em pleno mar agreste que nadei até onde pude para tentar lançar para o hotspot.
Infelizmente, quando lá cheguei já a fugaz actividade tinha acabado e as aves partido para outras andanças.


Nestas circunstâncias todo o cuidado é pouco, mas mesmo sem ver escama valeu pela emoção deste spinning extremo!
Até breve, com outro tipo de adrenalina, espero...

quinta-feira, 15 de março de 2012

Predando predadores

Olá Amigos!

Há algum tempo que não damos notícias, mas não é por falta de tentativas! Temos andado a explorar novos spots, pois para nós essa é uma vertente não menos importante da pesca aos robalos e ao spinning. Há quem não pense assim e só ande ao toque da toada, mas a nós também nos dá imenso prazer esta procura aliciante!
Temos palmilhado e nadado quilómetros... predando predadores... em spots de areia, de pedra, mistos, com artificiais moles, duros, de dia, de noite... a verdade é que ainda não encontramos os que procuramos. Ainda...
Fica um pequeno vídeo de alguns dos sítios por onde temos andado nos últimos tempos.


Abraço e boas pescas!