terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Açores 2015 - Jigging & Popping

Viagem de pesca efectuada no Verão de 2015 ao paradisíaco Arquipélago dos Açores.
Foram aventuras magníficas de um grupo de Amigos que adoram pescar e que praticam o Catch& Release na procura de grandes predadores e peixes pelágicos, usando iscos artificiais, desde a costa ou de barco.

Summer fishing trip in the paradisiac Azores Archipelago!
Amazing adventures of a group of friends that enjoy fishing and practising catch & release.
The search for big predators and pelagic fish with artificial lures, land based and from a boat.

Para além de todas as memórias, fica o vídeo de alguns momentos inesquecíveis registados.
Obrigado Amigos!

domingo, 13 de dezembro de 2015

O Robalo Esquecido

Está a chegar a altura de voltar a casa, passar umas mini-férias com a Família e Amigos e tentar enganar uns robalos antes de acabar o ano. O Zé Pedro fez questão de me recordar que tinha uma foto minha, de um robalo que tinha ficado esquecido de Setembro e fez crescer aquela Pica ao ponto de fazer o relato.
Não querendo me elongar muito vou só focar os pontos essenciais.
Esta pesca veio na sequência de outras incursões bem sucedidas da minha parte, feitas na sua maioria sem pessoal do blog por impossibilidade da restante trupe. O peixe tinha vindo a colaborar, e o Zé Pedro tinha o fim-de-tarde/noite livre e nada melhor que juntar o útil ao agradável.
Chegados ao pesqueiro reparamos que o mar tinha acalmado substancialmente comparado aos outros dias, mas havia que insistir. Passeantes na água, vinis , jerks e nada de peixe.. O tempo passava e nem sinal deles, mas como tinham por hábito comer no lusco-fusco, altura do reponto de maré, continuamos a insistir. Decidi meter uma saltiga que já me acompanha há alguns anos, já quase sem tinta mas sempre pronta a pescar quando as outras não resultam. Amostra mudada, lançamento longo e depois de apenas duas ou três maniveladas TZZZZZZZZZZZZ aí estava o Animal.
Mesmo sem tinta, continua a facturar..... Peixe trabalhado, parecia vir de lado pelo que não forcei muito, ao chegar à beira da pedra vejo que já é um bom peixe, e vinha ferrado pela cara pelo que exigia alguns cuidados. Com a ajuda de uma onda lá o consegui meter a seco com a ajuda do Zé Pedro, sempre pronto a dar uma mãozinha.
Quando vou a segurar no peixe reparo que duas das fateixas já vinham abertas... Um alívio pelo peixe já estar em seco, mas uma sensação de que se fosse num pesqueiro difícil e se tivesse de forçar mais um bocado o peixe certamente teria escapado, mas o que interessa é que posou para a fotografia ;)


video

Venham as Férias e os Robalos

Abraço