domingo, 30 de dezembro de 2012

Última pesca do ano

Com as previsões que se avizinham, e visto que não faltam muitos dias para acabar o ano, creio que esta foi a última pesca que fazemos até ao final e há que aproveitar ao máximo todo o tempo passado junto ao mar. O Trio da Cueca Molhada quando se junta, causa sempre estragos e não podia estragar a média.
Ainda não eram 7 da manhã e eu o Rui e o Zé Pedro já estávamos dentro de água, uns chamam-nos malucos, outros dizem que não é necessário, mas o que é certo é que não o paramos de fazer. Não paramos porque cada travessia é diferente, umas vezes dá para soltar umas gargalhadas, outras não valem para o susto…. Desta vez foi para soltar umas gargalhadas, isto porque a meio da travessia existe uma pedra que dá para descansar um pouco. Subo para a pedra, e dou um passo em frente, daqueles cheio de confiança e gru gru gru Até fez bolinhaaass!…. Mergulho completo, um fundão de cerca de 2m.o que vale levava a cana ao alto,e nada se molhou, foi o baptismo para o que se avizinhou.
Chegados ao pesqueiro, rapidamente ficamos com aquela fé, a fé de cada lançamento que fazemos temos a hipótese de enganar algum… Aquela fé que quase nos faz adivinhar quando o peixe vai comer. Nos primeiros lançamentos ninguém conseguiu enganar  nada, ficamos com o pé atrás, porque neste local quando anda peixe na área rapidamente dá sinal. 

Lançamento para aqui, com vinil, zagaia e nada. Lançamento para o HotSpot e TUM TUM TUM, alto, eles andam aí. Sentia que era um bom peixe, pelas cabeçadas que mandava e não podia facilitar, a meio vem uma onda grande que me engana, deixo de sentir o peixe e digo: “Largou, f%&/%%& SSE” Estico a linha, e continuo a sentir o peixe na ponta da linha… Que alívio, prontamente ficou a seco. Estava renovada a fé para os próximos lançamentos. O Rui com a fezada do costume lançava e estava sempre a ver quando é que o peixe lhe vergava a ponta…. Ahahahahah
Pouco tempo depois e já noutro spot, mal a zagaia cai na água TUM TUM TUM umas boas cabeçadas, este já era maior que o anterior,uma vez mais caí no mesmo erro, no lançamento anterior tinha prendido a zagaia e para a soltar fechei o Drag…. E não o lembrei de o abrir novamente, desta vez correu bem, só deu trabalho a chegar na escoa , não posso voltar a cair no mesmo erro!!!!


Dada a tanga habitual, porque 2-0-0 já é qualquer coisa, o que demonstra que o peixe andava lá eles é que não sabiam pescar. Ahahahah   A maré virou, começou a encher, o mar caiu e estava um mar robaleiro, melhor era impossível… Mas não saiu mais nenhum peixe, estava dada por concluída a pesca. Estava feita a última pesca do ano, para o ano certamente haverá mais, é preciso haver Saúde e disponibilidade para pescar.
Para eles enquadra-se bem a música dos Deolinda-“ Patinho de Borracha” Que diz qualquer coisa como: “Pelo que vejo, pelo peixe que pescaste/Deste tamanho encolheu ou foi mirrando ou dissolveu-se no balde/Ou nunca houve peixe nenhum……….Que não te faltem latas de atum” ahahahahah
Fica aqui a referência:


Abraço e Bom 2013

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Boas Festas!




domingo, 16 de dezembro de 2012

Melhores momentos de 2012

O vídeo que se segue tenta reunir alguns dos melhores momentos de 2012 do nosso blogue. Muitos mais foram filmados, mais ainda ficaram por filmar... O importante, na realidade, foi poder partilhá-los todos (ou quase) com os restantes membros na primeira pessoa. 
Encaramos a pesca como um hobbie, uma actividade unicamente lúdica e desportiva e, nesse contexto, as partilhas são antes de mais nada sinal de que temos Saúde e algum do nosso tempo livre para fazer o que mais gostamos! Que para o ano tenhamos a oportunidade de continuar assim, se possível juntos!
Obrigado a todos os que tornaram possíveis estes momentos e muitos outros que é impossível compilar, mas que ficarão com certeza na memória de quem os viveu intensa e genuinamente!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Robalão Orgasmatron!

Era o quarto dia de pesca seguido e, muito honestamente, ia sem qualquer esperança de ver escama. Ao contrário dos dias anteriores, o mar estava muito grande, cheio de força e os mantos de espuma eram imensos... a corrente a maior parte das vezes trazia as amostras de empurrão sem as conseguirmos animar convenientemente. Pelo que tinha analisado na internet não fiquei surpreendido, e a minha única motivação  para sair de casa foi poder estar a pescar com o meu Amigo Urubu, que nos dois dias anteriores não marcou presença: uma por opção e outra por impossibilidade.
Eu e o King já estavamos a pescar há cerca de uma hora e meia, de spot em spot, à procura de um sítio onde o mar não levasse a melhor sobre as nossas amostras. A noite foi caindo e fomos ficando cada vez mais desmotivados. Pousamos as canas e começamos a explorar as pocinhas para dar tempo ao Urubu chegar do trabalho. Cheguei a comentar com o João que provavelmente o Rui já nem viria ao nosso encontro, por ser tarde e o mar estar muito agreste. Quando já não acreditava que ele viesse, vemos no horizonte sombrio a silhueta inconfundível do Urubas, com a sua luzinha da cabeça, de passo ligeiro pela areia na nossa direção. Deu-nos logo outro alento, pois vinha todo acelerado, cheio de pica, a dizer que estava ali para tirar o dele! Queria ir para um spot onde eu já tinha estado com o João e aconselhámo-lo a não se arriscar lá pois o mar batia forte nesse sítio. Ele ainda lá foi espreitar enquanto eu e o João o observávamos e nos mantínhamos nas pocinhas. Como tive medo que ele levasse lá um valente susto, como eu e o King tínhamos levado antes, chamei-o para junto de nós, peguei na cana de novo e disse-lhe: "Se queres pescar, pesca aqui neste sítio, que eu vou já tirar um aqui!".
Logo nos primeiros lançamentos e graças ao alento do grande Urubas, engato um robalão, que devia ter sido dele com justiça, pois se não fosse ele e por ele, eu e o King já não estaríamos ali há muito. Foram uns minutos de taquicardia que este robalão orgasmatron nos proporcionou, conseguindo aquecer-nos naquele gelado início de noite! Por ironia do destino, foi o grande Urubas que lhe meteu a mão para eu não ter de o levantar em peso.





Ainda ficamos a insistir mais um pouco, mas infelizmente era o único tarolo a querer suicidar-se por aquelas bandas...

O trio reunido faz sempre estragos!


Agora resta-nos esperar que o temporal passe, para novas investidas! Entretanto, reuniremos a malta do Robalos Hotspot no nosso jantar de Natal, investida essa que terá lugar nem que chovam canivetes! 

Votos de um feliz Natal para todos os seguidores do blogue! ;)

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Terceiro dia consecutivo - é pá lingada!

Nem nos nossos melhores sonhos, imaginávamos o que nos iria acontecer hoje. Uma vez mais rendemo-nos às evidências, as amostras rígidas estão a ser ultrapassadas pelos shads!
Combinamos chegar cedo ao pesqueiro, já sabíamos que iriamos ter que esperar, por isso, nas calmas, vestimos os fatos e preparamos o material. Como era cedo, era hora de fazer umas chamadas de praxe para ver se conseguíamos “angariar” mais alguém para se juntar a nós. O Cuco, tinha compromissos e só se podia juntar a nós no final do dia.
Seguimos para o pesqueiro, o mar varria umas pedras à nossa frente, mas ainda assim fruto de um bom conhecimento do pesqueiro optamos por tentar a nossa sorte…. E que boa decisão !
Faço o primeiro lançamento, estico a linha e TUM TUM TUM “ Tenho um, é bom, é bom” dizia.
Pelo terceiro dia consecutivo, apanho peixe ao 1º Lançamento. Só deu tempo de desferrar o peixe, colocá-lo no saco e lançar outra vez.
2ªLançamento, estico a linha e TUM TUM TUM, “Pedro, tenho outro, é grande como o primeiro” Nem queria acreditar, o peixe andava na zona, e era todo peixe de qualidade.
Enquando desferrava o 2ªpeixe, diz o Pedro:” João, João, tenho um !” Coração a mil, o peixe ali na nossa zona, só pensava mesmo que partisse a cana outra vez fazia lançamentos à mão! Ahahahah
Quando ia a pegar na cana para lançar, o shad ficou preso no saco de rede, que PORCARIA!!!!
Estava a tentar tirar e nada, entretanto o Pedro ferra outro, “Olha outro, tira a máquina e filma” Quando estava a tirar a máquina e a preparar para filmar, levo com uma onda em cima e só filmei os pés……. Também conta! Eheheheheeh
Finalmente consegui soltar o shad, volto a lançar e TUM TUM TUM!!!!  “Já cá está outro, e é grande também”
Como costumamos dizer, foram 10 minutos à Porto, literalmente, em 10 minutos conseguimos trazer para terra 8 peixes. O peixe falhou e não dava mais nada, fomos bater outros sítios e nada….. Voltamos ao spot inicial, e diz o Pedro:” João, tenho um, é um animal do caraças!!!!”
A Cinnetic a bater, e a adrenalina a fluir…… Quando chega na forte escoa, o peixe desferra!!!
Uns Fo&%*#$%# uns P&$#t# que pariu pelo meio e toca a lançar para o líquido outra vez.
O Shad tinha-me prendido numa pedra, e fechei o drag para o tirar…. No Lançamento seguinte esqueci-me de o abrir novamente!! Um erro que paguei caro, lanço o shad e TUM TUM TUM
o DRAG  a cantar em seco TRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR quando me apercebo tento abrir mas nem me deu tempo de o fazer, soltou-se! Fod&%#$$.
Paramos de pescar para fazer um  novo terminal, e vemos o Cuco a chegar ao longe…. Cumprimentos da praxe, e ele quando vê o saco a abarrotar com o peixe nem acredita!!



Fica logo cheio de pica, vai até ao spot lança e TUM TUM TUM “ Olha, engatei um!” Chegou e apanhou logo um peixinho, nós já não sentíamos nada há algum tempo. Com o final do dia a chegar era a hora de tirar a fotografia da praxe, e pedimos a um colega que lá estava para o fazer. O Cuco nem queria tirar fotos, queria era lançar….. Mal foi tirada a foto, lançou para o líquido e TUM TUM TUM  Outro ???? Já estava a abusar! Ahahahaah  Mais um peixinho, num local onde a amostra não trabalhava, foi preciso um shad com um cabeçote mais pesado a dar frutos.


Já quase com o escuro,  faço um lançamento mais curto, para um buraco conhecido e TUM TUM TUM,” Olha, tenho outro!”
Foi uma tarde inacreditável, onde se estivéssemos a pescar com amostras quase de certeza não conseguiríamos ferrar nada porque o mar não deixava a amostra agarrar água!
Uma vez mais rendemo-nos às evidências, os vinis estão para ficar !


terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Mais uma bela teca

Há dias e dias de pesca... há aqueles dias que fazem valer a pena todos os outros que correm mal: quando deixamos de dormir a horas decentes para ir pescar... quando passamos frio... quando nadamos à luz da lua em busca do tal spot... e não pescamos nada!
Este relato é um desses dias especiais, que fazem esquecer os dias de grades, de canas partidas, metros de multi perdidos nas rochas, amostras perdidas (embora o King tenha plantado 3 mesmo assim! kakakaka!).

Estacionamos o carro, preparamos o material e fizemo-nos ao spot. Levávamos tudo montado para chegar e lançar - eu com um jerkbait e o King com um shad softbait. Ainda eu me preparava para fazer o primeiro lançamento e já o João me chamava aos berros com o maior exemplar da jornada capturado nos primeiros segundos. Só tive tempo de pousar a cana numa rocha e quando tirava a mochila das costas para pegar na máquina já o peixe estava a seco! O João exclamava: "Quando lhe vi a cabeça já foi tarde! Pensei que era mais pequeno!" kakakakaka! Impossível começar de melhor forma!
Rendi-me imediatamente às evidências e nem cheguei a molhar a amostra que trazia. Usei logo uma igual à do King! Kakakakakakaka! Daí em diante, pescamos mais 5 robalos bons - 4 para mim e mais um para o King, que acabou por pescar o maior e o mais pequeno exemplares! Kakakakaka! ...Mas ainda tem moral para argumentar que os peixes são todos dele!



O que interessa é que foi mais uma bela teca que fizemos este ano os dois juntos, o que me leva, sem falsas modéstias, a acreditar cada vez menos na sorte. Temos feito boas opções na escolha dos spots, dos dias, dos momentos e das amostras para pescar... e também temos tido sorte.


Agora só faltam os "robalos de andarilho", de que o nosso Amigo Varadas tanto fala e tanto procura... a quem calharão? Vamos continuar a fazer a nossa parte, promessa de Pescador!

domingo, 9 de dezembro de 2012

Fim de dia à maneira

Andamos sempre a queixar-nos de falta de boas condições para ir pescar e quando todas elas se reunem.. não vamos pescar! Ontem ia ser assim, mas ainda bem que não foi.
Na hora teoricamente ideal para ir pescar, estava eu e o Cotinha (como vem a ser hábito há mais de 3 anos) a caminho do Estádio do Dragão para ver o nosso clube. O João desta vez também nos acompanhou já que o aliciei para ir pescar mal o jogo acabasse. O convite também foi feito ao meu Pai, que me mandou passear de imediato! Eheheheheheh! À noite estava de facto muito frio, mas o pouco vento ajudava a torelá-lo melhor. Acabado o jogo, cujo resultado foi mais agradável que a exibição, lá fui com o King a correr Alameda acima até ao carro para tentarmos chegar ao spot no fim da maré cheia. O King só teve tempo de comer um cachorro, enquanto corria, para enganar o estômago.
Conseguimos começar a pescar à hora que queríamos e a praia tinha muitos pescadores ao fundo - pudera, estava um tempo fantástico para esta altura do ano e o mar atipicamente calmo!
Pescamos até passar da 1 da manhã e acabamos por abandonar o spot por já ter pouca água com cerca de 3 horas de vazante numa maré pouco viva. Foi ainda com alguma água que safei a grade com um peixinho engraçado que me deixou bem satisfeito. 


Apesar do sono, depois da vitória do Porto, pode dizer-se que foi um fim de dia à maneira!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

As melhores pescarias fazem-se sem estar a contar...

"As melhores pescarias fazem-se sem estar a contar" - é uma frase dita muitas vezes pelo meu Amigo Cuco e já muitas vezes confirmada na prática. Foi confirmada mais uma vez.
Desde que entrei de férias que andava com grande fezada e já tinha feito 2 investidas nocturnas com o King sem grandes resultados, excepção feita a um miki enganado pelo João e libertado. A vontade e insistência ainda não tinham dado frutos, nem mesmo com o esforço inglório de nadar de noite com a temperatura da água mais do dobro da ambiente (e mesmo assim bem fria - 14ºC)!

Desta vez tinha de ir ao Porto e o meu Amigo Urubu, que não podia ir pescar, incentivou-me a ir mandar o aço. Andava com a cana no carro e sem estar a contar com condições aceitáveis para fazer uns lançamentos, fiquei logo todo "quitado". Mesmo assim, não tinha companhia e sozinho gosto pouco de me fazer ao mar. Uns telefonemas depois já tinha dois companheiros - o Mestre Varadas e o Prof. Cuco - e já tinha cravado o meu Cotinha para me substituir na tarefa que motivou a viagem inicialmente! Eheheheheh!


Tomada a decisão de lançar as amostras para o líquido e chegado ao local, fiquei um bocado desiludido com o muito mar - batia forte e "escangalhado"... mas paciência, já ali estava e havia que aproveitar o momento. Há muito que estava para ir testar uns vinis grandes àquele spot e eis que havia chegado o momento! Tinha dito ao King que tinha grande fé naquele "buraco" com os vinis grandes!
Faço o primeiro lançamento com um cabeçote bem pesado e o vinil cai a uns 35 metros de mim... que desilusão! Disse ao Cuco que fazia mais uma tentativa e se lançasse o mesmo metia era um ferro. Na segunda tentativa, o lançamento foi mais aceitável e mal o cabeçote toca no fundo, dou-lhe dois toques e já lá morava o primeiro. Uma pancada boa para eu estrear a minha Cinetic! Também já só faltava eu dos 4 que já a estreamos... A sensação não podia ter sido melhor. Uma cana forte, que transmite segurança na hora de trabalhar um peixe engraçado num spot não muito fácil. 


Sem estar a contar pescar, não me podia queixar! Com o mar que estava, que por vezes trazia a amostra aos trompaços, se não tinha apanhado este peixe nas primeiras tentativas, tinha desistido logo... Se ali estivesse o King tinha dito logo que era muito mar! Eheheheheh!
O tempo foi passando e na dança de amostras foi uma zagaia que enganou o segundo, mais pequeno. A coisa estava a correr muito bem e o meu Amigo Cuco já chorava por um peixinho. Como quem não chora não mama, mamou logo com o exemplar mais exótico - uma bela de uma ranhosa pelo rabo! Ahahahahahah! A foto demonstra bem a felicidade por ter safado a grade! Ainda hesitou, dado o bom tamanho do exemplar, mas acabou por devolvê-lo...


O nosso Amigo Valadas chegou mais tarde, na verdadeira hora sexual (coincidia o fim da maré com o fim do dia), mas desta vez foi só boa na teoria. Quer o Cuco quer eu ainda tivemos mais dois na amostra, mas ambos se desferraram, infelizmente.

Não se pode dizer que esta pescaria em cima do joelho tenha sido má.


Boas pescas!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Cinnetic a rebocar

Depois do almoço de domingo em casa da sogrinha, pensei em ir degustar o almoço com umas varadas para desanuviar! Eram umas 16h já me encontrava no pesqueiro e o mar até que nem estava muito mal, pode ser que consiga estrear a cana nova "Cinnetic" com um peixe da medida para apreciar o comportamento da vara. Já estava no spot relativamente à hora e meia e nem toque, mas estava filado no virar da maré já que era o melhor da jornada. E assim foi já ao entrar a noite apanhei um "xaramaneco" como o meu amigo Valadas diz :). Entretanto liga-me o meu amigo Jorge a perguntar se tinha apanhado algum peixe e prontamente disse que vinha ter comigo para fazer um pouco de companhia, mas só mesmo companhia a cana deixou-a em casa. Com a chegada dele, eu disse-lhe, ainda chegaste a tempo para ver a estreia mas com peixe à homem, e assim foi, não era à homem mas quase eheheheheheheheheh. Gostei bastante do comportamento dela e ainda deu para ver o peixe a ser rebocado por cima das pedras, já que o pesqueiro é complicado de os tirar e ainda por cima de noite. Valeu bem o final do dia na companhia do meu amigão Jorge para segurar na lanterna :), obrigadão Treclas. 




Abração e boas pescas!