quinta-feira, 31 de julho de 2014

Quero FÉRIAS!

As férias estão à porta mas os últimos dias de trabalho parecem infindáveis. Há que tapar turnos dos outros para que depois também nos tapem os nossos. Com isto, o tempo é neste momento muito escasso para pescar, mas lá deu para uma investida rápida para matar o vício e quebrar a grade.


Já não foi mau...
Quero FÉRIAS!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Robalos Gémeos

Desta vez combinei com o meu grande amigo Prof. Cuco ir fazer uma nocturna, já que a maré fazia jeito à noite. À hora combinada, encontramo-nos na beach para tentar apanhar mais um peixinho e lá fomos mandar o aço. 
Já com muitos lançamentos para o líquido o peixe parecia não colaborar... entretanto apareceu o nosso amigo mestre Valadas a fazer companhia e nada. Exploramos bem o spot, com amostras rígidas e gomas e eu a tentar a sorte com o passeante - nunca apanhei um peixe de noite com o passeante, mas acho que eles também se atiraram de noite... digo eu!!!! 
Entretanto o meu amigo Valadas meteu pés ao caminho e foi, desanimado, embora. Convenci o Sérgio a ir a outro spot onde já fui feliz e uns minutos depois ouço o Sérgio a assobiar e a dizer que engatou um peixe que infelizmente abriu a boca... fui logo para ao lado do meu amigo ao cheiro :).  Foi precisamente lá que, já quase às 24h, pus a seco o primeiro peixe. Dizia o Cuco: "bom peixe amigo, bom peixe"! Enquanto o desferrava o Cuco estava com a fezada toda e logo no próximo lançamento engatei o irmão gémeo do peixe já no saco! Mais uma boa luta que deu e aos meus pés a amostra saltou da bouche! O Prof. Cuco, sem reacção para meter a mão ao peixe, pasmou-se ao ver o Zé Beto dos robalos a pousar a cana e, em pleno voo, a agarrar à 2ª tentativa mais um bom peixe!
Como já estava tarde, eu e o Sérgio pensamos em pôr pés ao caminho, o que acabou por acontecer assim que demos guilhada - foi o ponto de partida para encerrar a faina. Foi com pena minha que o Sérgio não conseguiu tirar o dele, mas a pesca é mesmo assim, um dia do pescador outro dia do peixe. 
Fica a foto com dedicatória ao King Petas que já andava há muito a pedir uma foto em forma de T... Bai buscarrrrrrrrrr!!!!!


Abraço e boas pescas!

domingo, 27 de julho de 2014

O dia que faz toda a espera valer a pena

Há muito tempo que não pescava um robalo. Há muito mais tempo do que gostava. Não por falta de insistência, longe disso, mas não é quando queremos… é quando eles lá andam e se deixam enganar. 
No dia anterior, tinha tido 3 peixes presos na amostra e soltaram-se os 3; um deles era um grande exemplar, mas sabe quem me conhece que perder mesmo os mais pequenos me deixa pior que estragado. Contudo, esse  é para mim o grande atractivo da pesca: não é por não ter pescado nada ontem, anteontem, no último mês (como era o meu caso) que não se apanhará nada amanhã! O inverso também está certo: a grande pesca de hoje não me garante voltar a pescar no futuro! Cada jornada junto ao mar, para além de todo o prazer e paz que me proporciona,  é mais um passo numa  aprendizagem constante. Mais do que o aperfeiçoamento de técnicas, o refinar do conhecimento acerca da interpretação do mar com todas as suas condicionantes,  tenho aprendido a ser paciente... a esperar... e a insistir.
Hoje foi dos dias que faz toda a espera valer a pena. Foi uma longa espera, cerca de 7 meses desde o último tarolo (o meu maior de sempre), com apenas uns 10 peixes e muitas grades acumuladas! Rara foi a semana que não fui pescar, mas o tal peixe teimava em não comparecer à chamada… até hoje.
O meu Amigo Urubu tem andado a dar neles nas últimas semanas e a tentação de embarcar na toada era grande. Na última semana acompanhei-o uma vez e, como é costume, nem eu nem ele sentimos escama… Nunca apanhei um peixe das vezes que “fui ao cheiro”! Por isso, costumo dizer-lhe que mais vale eu não ir e ele continuar a malhar-lhes certinho. Fico feliz por ele. Resolvi ir com o meu Compadre Cuco a outras bandas tentar a nossa sorte e à última da hora até tentei mudar de spot, mas o Cuco insistiu na nossa primeira opção, ainda bem.
Chegados ao local, perguntei ao Cuco por uma Tide Minnow que lhe tinha dado num aniversário e porque é que nunca a usava. Ele respondeu que nunca tinha tirado um peixe com ela e eu que tinha fé que ia ser hoje. Foi por isso a primeira opção a ir para a água e a dar a primeira alegria do dia – um robalo com a medida, mas que o Sérgio acabou por libertar.
Ao chegar ao virar da maré, com o mar bonito mas com força, resolvi ir ao fundo do baú das amostras e apostar numa das que uso menos (tal como a TM do Cuco) – uma Lucky Craft com uns 3 anos e que até à data tinha engatado um miki…  Foi, uma vez mais, uma mal amada a dar alegria! E que alegria! Depois de uma pancada a sério e uma primeira corrida musculada que me fez logo avisar o Cuco que se tratava de um bom bicho, vejo a caudona a vir bater à superfície e a fazer o meu coração disparar! Com muito cuidado para não voltar a perder um peixe, ainda por cima daquele calibre, e com a ajuda preciosa do Sérgio, lá lho meti na mão. Fiz logo uma grande festarola pois sinceramente não contava apanhar um tarolo daqueles com o sol ao alto às 16:30h! Enquanto guardava o peixe, já o Cuco tinha outro na linha, mais pequeno mas lutador, que depois de cobrado seria também libertado.
Depois de tanta grade, o dia estava mais que ganho e começamos a fazer o caminho de regresso até ao carro, com apenas uma paragem num spot já meio seco. Mudei a tática para a superfície, que muitos frutos tem dado ultimamente, mas onde ainda não me estreara este ano com robalos. Com o único passeante que levava na sacola, um Patchinko azul que no dia anterior tinha tido um tarolo preso por segundos, senti o segundo disparar do coração mal vi o reboliço à superfície do ataque! Lindo! Desta feita lindo e eficaz, com as duas fateixas dentro da boca e bem cravado! Aliás, como já tinha vindo o primeiro, com a LC engolida completamente! Assim seria difícil perdê-lo.


Como disse no início deste relato, a boa pesca de hoje não garante a de amanhã e não foi preciso esperar um dia para comprova-lo: instantes depois voltei a ferrar um miki à superfície, que após duas ou três maniveladas e um salto artístico no ar se pôs ao fresco…
A pesca é assim… e é esta incerteza que a torna apaixonante!

Estou ansioso pelo próximo dia de pesca! Será mais uma grade? Ou haverá mais adrenalina com escamas? Será certamente mais um dia de relax e a fazer uma das coisas que mais prazer me dá e com a fé renovada, preparado para mais uns meses de grades… ou talvez não!


quinta-feira, 24 de julho de 2014

Horta (Faial) - Julho de 2014



Abraço!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Hat- Trick

Olá a todos, com o Zé Pedro regressado dos Açores, liguei ao artista para me fazer companhia, mas a vontade era pouca - estava cansado de apanhar peixes burros e de comer e beber como gente grande! Ahahahahahahah! Acabou por não vir pescar com o amigo e mais uma vez eu avisei-o: "não venhas não que depois já sabes o que a casa gasta". 
Lá acabei por combinar com os meus amigos Manuel " Mãos frias" e o Tiago à hora combinada num certo sitio :). Cheguei ao pesqueiro e os artistas ainda não tinham chegado. Dirigi-me para o spot ainda de noite e desta vez experimentei com a saltiga, mas sem sucesso. Assim que entrou o dia mudei para uma amostra de superfície e após meia dúzia de lançamentos lá enganei o 1º do dia. Estava eu a meter o peixe no saco, aparece o Manel e disse-lhe eu:  "não venhas não que eles andem aí"!...entretanto chega o Tiago e toca a mandar as amostras para o liquido. O Manel enganou também 1 peixe e eu lá consegui enganar mais 2. Foi o Hat-Trick!




sábado, 19 de julho de 2014

POKER NOS ROBALOS

Mais uma vez e com toda vontade de voltar a dar com eles, combinei com Manel e o Valadas Júnior no spot e começamos a pescar com as rapalas, mas o peixe não queria nada! Estava eu com o Manel na letra, e não sei como olhei no horizonte e pareceu-me ver "manobra" (actividade de peixe à superficie). Mudei para o saltão e puxei a varada o mais longe possível, mas não chegou lá aonde eu os vi... assim que estiquei a linha e dei 3 ou 4 maniveladas, zasssssssssssss! Aí está o animal a puxar cheio de vontade! Estava eu a trabalhar o peixe e o Manel parou de pescar para me ajudar e disse-lhe para continuar a pescar que não era preciso, que eu conseguia desenrascar-me... Assim que apanhei o peixe, uns metros ao lado, dirigi-me ao spot e já o meu colega estava com o segundo engatado - mete para o saco! O Valadas que estava mais a sul do spot, veio ter connosco o mais depressa possível e logo no 1º lançamento dele à chegada ,com a saltiga, zasssssssssss, engata mais 1 que a meio da viagem desferrou :(. Logo de seguida engatei o meu 2º peixe e toca a levantar para vir para dentro do saco! Ahahahahaha! Entretanto o Valadas lá engatou o dele e a malta cheia de adrenalina para aproveitar enquanto eles estavam lá, toca a mandar os passeantes para o liquido. O peixe parece que já tinha sumido, foi comedoria que entrou naquele espaço de tempo e depois nem mais toque. Continuamos a insistir e passado uma meia hora lá engatei o 3º da manhã, estava com a mão certinha e toca aproveitar para tirar a barriga de misérias :). Entretanto o spot começou a ficar sem água e começamos a desmotivar, para mim a minha pesca já estava feita e até parei de pescar e fiquei a fumar um cigarro na letra com a malta. O Valadas disse que ia a outro spot e incentivou-me a lá ir com ele. Assim que lá cheguei reparei que o meu chicote estava um pouco roçado da pedra e fiquei na areia a  fazer um novo chicote com toda a calma do mundo. Pouco tempo depois, estou a ouvir o Valadas assobiar do cimo das rochas, já com um peixe engatado.  Logo que me juntei a ele, zassssssssss, engatei o 4º este já mais pequeno, mas mesmo assim a puxar como um animal!... O peixe era com cada arranque, muito bravo mesmo a loucura! E assim foi mais uma manhã cheia de adrenalina.


Abraço e boas pescas.

PS- Aproveitamos para deixar publicamente os parabéns da malta do "Hotspot" ao Pedro (Segurança) por ter batido nestes dias o seu recorde pessoal com um belo barrote a rondar os 4 kg, depois de perder outro animal! Abração!

sexta-feira, 18 de julho de 2014

1º do Ano ao "Salton Salton"

Boas!
Este ano parece que o peixe anda mesmo fugido e como o peixe é pouco ando com pouca vontade de acordar cedo. O mar nesse fim de semana até ia estar bom para fazer uns lançamentos com os passeantes e lá meti o despertador para acordar às 04:15h... Cheguei à praia por volta das 05h e ainda estava noite cerrada. Fumei um cigarrinho a fazer horas e assim que o dia começou a querer abrir lá meti o meu saltão preferido. Logo após os primeiros lançamentos, engatei um peixe! Infelizmente nem vi o ataque que tanto gosto de ver! Assim que começou a ficar dia, nem mais escama; nem com rapalas, boião de água ou vinis... Já foi bom para voltar a  ter vontade de me levantar cedo com "PIKA" de ir dar com eles. 
Fica a foto da praxe.


Um abraço a todos e boas pescas!