sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O Surfcasting é que está a dar!

Ainda sem gozar férias e a aproveitar cada tempinho livre para pescar, as poucas investidas ao spinning têm sido condenadas ao fracasso.
Hoje a pesca foi outra, foi o regresso às origens. Eu e o Cotinha compramos isco orgânico - bicha de mar e navalha - e resolvemos ir tentar a nossa sorte ao fundo, com as douradas como alvo.
Mal começamos a pescar, os toques sucediam-se. Contudo, o peixe "comia de borla"! Sem saber o que andava por ali a petiscar a navalha nos anzóis 2/0, o Cotinha decidiu iscar com bicha do mar e não tardou nada a ferrar um sarguito e logo de seguida uma bonita dourada.

Com o Cotinha a dar música de um lado e do outro os anzóis a virem repetidamente limpos, decidi acrescentar às minhas montagens mais um tenso, com linha mais fina e um anzol bastante mais pequeno (nº5). Não tardou a surtir efeito esta mudança e pesquei logo 3 sarguitos quase seguidos.
A manhã estava animada, especialmente para quem já não sentia um peixe há mais de 10 dias!
A cena mais caricata surgiu já a meio da manhã, quando sinto uma pancada violenta, ferro o peixe e aviso logo o meu Pai que tinha uma boa dourada. Aos poucos abeirou-se de nós e deixou-me perto de um ataque de nervos quando reparei que vinha presa não no anzol de baixo (o 2/0), mas no de cima (nº5, com tenso mais fino)! Com todo o cuidado consegui iça-la cerca de 4 metros e mete-la a seco.


É engraçado que tenho pescado sempre as douradas com iscadas generosas de navalha devidamente amarradas e esta tinha sido enganada por 2 pequenas bichas do mar que apenas tapavam um pequeno anzol nº5! Vivendo e aprendendo!
A excepção confirma a regra e lá tive de apanhar mais uma dourada gulosa com uma navalha inteira. Enquanto a pescava, a minha segunda cana quase que ia à água tal foi a violência com que um sargo esfomeado avisou que se tinha ferrado. Com a dourada a meio da subida, só tive tempo de parar de corricar e pegar na outra cana e dá-la ao Cotinha antes que fosse tarde. Foi a maneira do Cotinha ter o prazer de pescar um sargo à homem, já que os que pescou era tudo mikizada! Ahahahah!
No fim da manhã tinhamos uma pescaria agradável: trouxemos 3 douradas acima de Kilo e um sargo e devolvemos vários sarguinhos e um robalo miki.


Já deu para quebrar a grade, apanhar sol e comer bem na companhia do Cotinha que desta vez só lhe serve de consolação ter pescado a maior dourada!

7 comentários:

  1. Concordo com o teor do post! Falta acrescentar que na pesca é muito importante tomar a dianteira (o que fiz) e privilegiar a qualidade, o que também consegui inteiramente com o maior exemplar...
    O resto, como dizem os ingleses, são "peanuts"!!!

    ResponderEliminar
  2. lololo
    Acho que posso opinar que temos aqui a chamada vitória moral,ou como muitos no futebol português agora falam, a chamada vitória na nota artística. Correndo o risco de ser injusto a nota artistica penso, está sobrevalorizada, srº josé..olololo
    Abraço aos dois e apenas lamento não ter podido ir, porque senão poderia finalmente pescar algum belo exemplar!
    abração aos 2 pescadores
    Xinante atmosférico

    ResponderEliminar
  3. Lindas douradas sim senhor, já valeu bem a pena!
    O Cotinha é o maior, não dá hipóteses para pescar os maiores exemplares.
    Parabéns aos 2 pela pescaria.

    Abraço
    Urubas

    ResponderEliminar
  4. Boas José Pedro!
    Boas Douradas, três peixes desse calibre ja foi uma boa pesca...
    Saude e venham elas.

    ResponderEliminar
  5. Boa pescaria sim senhor!!! Adorei essa dos "Peanuts" ahahahahahahah. Abraço para os dois. Cabé

    ResponderEliminar
  6. Lindas douradas José, continuem a dar-lhe. Um abraço.Filipe.

    ResponderEliminar
  7. Boas amigos.
    A idade e um posto.
    Valadas.

    ResponderEliminar