segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Um fim-de-semana para mais tarde recordar - dia 11 de Fevereiro - a partilha de carne e osso

Eu não podia passar na terra do "Mini-Master" sem mandar o aço! Por isso, a pescaria tinha ficada marcada para  o nascer do dia. Eu já tinha avisado que chegaria mais tarde, para aproveitar o pequeno-almoço no quarto! Ahahahah! O mal foi que quando acordei reparei que me tinha esquecido de levar lentes de contacto (diárias). Que chatice! Já não bastava ir tarde e a más horas, ainda tinha de ir tipo Mr. Magoo! Nem pensar! Saí do hotel rumo ao spot combinado, com uns óculos que só uso para ver televisão e cuja graduação está mais do que desactualizada. Mesmo assim, fui lá ter direitinho e sem sobressaltos. À chegada, vejo o bólide vermelho do Master, mas o Mini pescava bem longe!




Queria explicar-lhe o sucedido e a razão da não comparência, mas nem com berros e assobios se apercebeu da minha presença. A rede de telemóvel na zona também não era a melhor, pelo que tive de deixar um recado no vidro traseiro do bólide (pena não ter fotografado! Ahahahah!). Entretanto, desisti de pescar durante a manhã e fui ao centro de Alcobaça à procura de uma Óptica. Imaginem onde fui encontrar as lentes de contacto? Numa loja mesmo em frente ao Mosteiro de Alcobaça, onde a minha esposa fazia questão de ir durante este fim-de-semana! Afinal nem tinha calhado muito mal, ia ter a tardinha toda para pescar! Ahahahah!


Acabou por ser uma visita interessante e romântica, ou não tivessemos visitado o túmulo de D. Inês de Castro, protagonista de um dos maiores romances da nossa História (embora com um final trágico).


Poucas horas depois, a desejada tarde de pesca chegava! Quando cheguei ao spot, já o Mini-Master e o Quitério SpinnMaster - team lá estavam, ambos dentro dos respectivos carros a descansar da investida matinal. Conversamos um pouco e preparamo-nos para descer a falésia rumo ao Mar. Os nossos Amigos Zé Kayowx Pescar com Kaywox e Pedro Soeiro Mar e robalos viriam ter conosco posteriormente, pois tinham tido um furo pelo caminho.
Com um furo nos waders ficou o Mini-Master depois de se espalhar ao comprido enquanto descíamos em direcção ao Mar! A sorte dele foi ir na frente e não ter sido eu a espalhar-me, senão em vez de ter furado os waders tinha sido esmagado! Ahahahah! Estava visto que o Master estava nervoso e a acusar a pressão de jogar em casa! Ahahahahah!

Percorremos o imenso areal, até ao sol se pôr, sempre a dar banho aos nossos artificiais e estas foram algumas das capturas efectuadas:





Como se constata pelas imagens, não capturamos nenhum peixe mas iríamos fazê-lo no prato finda a pesca. A Dona Celeste preparou-nos um bacalhau com natas de comer e chorar por mais! Bem que merecíamos depois de subir aquela ravina! E foi num clima de amena cavaqueira que decorreu o jantar, onde ainda se juntaria a nós o Master Silva!


À volta desta mesa, pessoas bem diferentes em muitos aspectos, mas com pelo menos uma coisa em comum: o amor pelo Mar e pelo Spinning. Pessoas que partilharam diferentes pontos de vista, diferentes opiniões, diferentes experiências... mas que acima de tudo se respeitaram e não tentaram impôr nada aos outros!
É disto que eu gosto na Pesca! Isto é Pesca!

Foi um prazer conhecer as pessoas de carne e osso que os blogues escondem e aprender com elas. Foi sobretudo bom, partilhar um pouco de nós e receber um pouco dos outros! Obrigado! Bem hajam! Até sempre num qualquer spot junto ao Mar plantado! ;)




6 comentários:

  1. Boas Cruz,

    realmente foi um tempinho bem passado...

    No entanto eu fiquei com a impressão que foste tu que me rasteiráste pela ribanceira abaixo... hehehe
    epá quase que metia as mãos no fogo !!! Só para ficares com o BACALHAU só para ti !!! HAHAHA

    E NÃO TE ESQUEÇAS DO DOCE.... das terrinas gigantescas de doce que vcs mamaram-nas todas... eu quase nem toquei nelas....

    Foi bem fixe, aqui estamos à espera do take 3...

    Grd abr ;)

    HAHAHA...

    ResponderEliminar
  2. uiii tou a ver que em muito poucas pessoas vão existir historias para escrever um livro..heheheh

    tal como tu tive muito prazer em conhecer pescadores que só os teclados conheciam... agora só falta marcar o próximo bacalhau num local próximo da água ;)

    do restaurante que me vem a cabeça é mesmo a do carregador....heheh

    1 abraço

    ResponderEliminar
  3. Bons dias. É sempre bom juntar pessoal à pesca, essa parte é bem melhor do que tudo o resto. Os blogues têm a sua piada, mas nada como ver as pessoas cara a cara e falar de pesca e se possível ir fazer uma pescaria. Já vi que foi no prato que encontraram o vosso peixe...
    Zé então empurras-te o Matos??? Coitado dele pa.
    Abraço a todos. Filipe.

    ResponderEliminar
  4. Uiiiiiiiiii, que tropa se juntou. Cada um mais certo do que o outro.
    Temos é que repetir e sem demoras.
    Um abraço para todos.

    ResponderEliminar
  5. Boas JP!
    Concerteza deve ter sido um fds a maneira mesmo sem peixe, pode ser que um dia eu alinhe numa cena dessas...
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Bom relato, boas aventuras e melhores Amizades! De facto, é o que mais importa... Mas, uns peixinhos de vez em quando também ajudam... É claro, que muitas vezes falta a experiência dos mais Cotas e, então, surgem as grades...
    Até que enfim que me vinguei!!!
    Toma lá, Toni...

    ResponderEliminar