sábado, 30 de março de 2019

O lendário 1 de Março

Pode estar sol ou chuva, um vendaval ou um dia primaveril, que enquanto houver saúde é às trutas que vou estar com o meu Pai no lendário 1 de Março!

A abertura da pesca às trutas sempre foi um dia muito especial. Enquanto estudava, era o único dia em que estava autorizado a fazer gazeta. Lembro-me de passar a última noite de Fevereiro quase em branco, com a ansiedade de pescar ao nascer do dia seguinte! As lembranças são imensas, muitas delas marcantes, como a primeira vez que o meu Pai me deixou beber cerveja, ao almoço, depois de muitos quilómetros percorridos a lançar medalhas ao longo do rio Vez... Ou aquele malho monumental do Cota, na altura grande fumador, ao longo dos socalcos até aterrar no leito do rio Teixeira! Ficou todo encharcado, mas com o cigarro na boca tipo encafandro impecavelmente seco!

Neste 1 de Março de 2019 não houve grandes peripécias. Aliás, constatou-se isso sim, a regularidade do Cotinha a enganar as belas trutas do Mondego.


Uma bonita truta, que depois de pousar para a foto foi devolvida às águas cristalinas do Mondego. 

Foi um fim de tarde bem passado, desta vez melhor ainda com a companhia da minha Mãe! 


A caminho de casa, a coisa compôs-se para os meus lados. Gradei na pesca, mas dei grandes cartas no Leitão da Bairrada e no Sarmentinho! 
É o que se vai levando de melhor desta vida!... 

Sem comentários:

Publicar um comentário